English Version
     > Home > Britcham News

Empresas Britânicas faturam R$ 5,7 bilhões com setor de Petróleo Brasileiro nos últimos três anos

Por Bruno Viggiano (bruno@petronoticias.com.br)

Os negócios no setor de óleo e gás estão menos movimentados do que há dois anos atrás, por conta de diversos fatores do cenário nacional, mas o interesse estrangeiro pelo mercado do país continua grande. Para se ter uma ideia, são mais de 60 empresas britânicas na Rio Oil & Gas 2014, que vai até quinta-feira (18), no Riocentro, sendo 35 com estandes instalados no Pavilhão Britânico. O cônsul adjunto do Reino Unido no Rio de Janeiro e diretor do UK Trade & Investment (UKTI), Matt Woods, afirma que o setor energético é um dos que mais recebem investimentos britânicos no Brasil, e diz que muitas empresas estão buscando parcerias locais para se estabeleceram aqui, e a política de conteúdo nacional é um fator decisivo para impulsionar esse processo. Uma delas, a Balmoral, acaba de anunciar a construção de uma fábrica no Espírito Santo, por exemplo. Nos últimos três anos, somente nos setores de óleo, gás e naval, as empresas amparadas pelo consulado britânico faturaram mais de 1,5 bilhão de libras (cerca de R$ 5,7 bilhões) no país. Woods ressalta ainda a importância do UKTI nestes resultados, destacando a atuação em conjunto com as empresas para identificar potenciais parceiros e negócios.

Como está a presença britânica na Rio Oil & Gas?
Ao todo, 60 empresa britânicas visitarão a feira até o último dia, todas apoiadas pela missão britânica no Brasil. Para estas empresas, é uma excelente oportunidade para estreitarem suas relações e fazerem novos contatos com as companhias do setor de óleo e gás brasileiro.

Que tipos de parcerias essas empresas buscam?
É sabido que o conteúdo local é um fator importante e há um número expressivo de empresas britânicas buscando parcerias estratégicas ou já se estabelecendo no mercado brasileiro. Porém, ainda há espaço para equipamentos e serviços importados, além de mão de obra qualificada nos projetos de óleo e gás, e muitas empresas estão buscando identificar essas oportunidades também.
Em um âmbito mais abrangente, a parceria entre o Brasil e o Reino Unido no mercado de energia é um setor de grandes investimentos dos britânicos. Também é importante ressaltar que o Reino Unido é o maior investidor estrangeiro no Brasil, em qualquer setor. Em fevereiro de 2014, por exemplo, o Reino Unido e o Estado do Rio de Janeiro assinaram um memorando de entendimento para a cooperação no setor de Energia, que prevê a troca de experiência para a exploração do pré-sal, por meio do compartilhamento de informações e estudos, treinamento operacional em exploração submarina, intensificação de missões comerciais, assim como um trabalho de gestão da cadeia logística de óleo e gás no Rio de Janeiro.

Como tem sido a atuação do UKTI?
Ele é um departamento do governo britânico que ajuda as empresas baseadas no país a terem sucesso na economia global e auxilia empresas estrangeiras a levar investimentos de alta qualidade para o Reino Unido. A equipe do UKTI Brasil trabalha na Embaixada e nos Consulados Britânicos.
Vocês têm recebido muitas requisições de empresas britânicas interessadas no mercado brasileiro?
Aqui na Rio Oil & Gas, as empresas britânicas estão sendo convidadas para participar de um seminário promovido pelo UKTI para divulgar oportunidades de negócios com grandes empresas no Brasil. Além disso, o UKTI promoverá uma recepção de networking e está apoiando eventos de degustação de whisky hoje (16) e na quarta-feira (17). Estas são oportunidades para que as empresas brasileiras conheçam a delegação visitante.

Alguma empresa está recebendo maior atenção por parte do consulado britânico?
Nosso trabalho é ajudar todas as empresas, sem favoritismos. Tentamos cobrir todas as questões para que a empresa tenha sucesso aqui no Brasil, aconselhando sobre inteligência de mercado, organizando visitas, facilitando apresentações entre interessados e com questões com o Governo, se necessário.
Na Rio Oil & Gas, por exemplo, o  Embaixador Britânico, Alex Ellis, participa dos nossos eventos e conhecerá os empresários britânicos presentes. Ele também anunciou, na segunda (15), a construção de uma fábrica da Balmoral em Vitória (ES), que vai gerar 100 empregos locais a partir de 2015. 

Como vocês avaliam a participação britânica nas outras edições da Rio Oil & Gas?
A presença britânica é sempre muito expressiva na feira. Das 60 empresas que virão este ano, 35 ocupam o pavilhão britânico. Muitas outras empresas nos procuraram querendo estandes, mas não encontraram mais espaço disponível. Portanto, a presença britânica poderia ser ainda maior, existe o interesse. Falando em números, apenas nos últimos 3 anos, nós auxiliamos empresas britânicas a ganhar, em negócios, mais de 1,5 bilhão de libras (cerca de 5,7 milhões de reais) no setor de óleo/gás e naval. Esse é um número significativo e que deverá aumentar nos próximos anos.

Fonte: www.petronoticias.com.br